PortalPortal  InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe|

[RMXP]Lendas: do Mito a Realidade - Nova demo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo
AutorMensagem
Arqueiro
avatar
Novato
Novato

Postagens : 8
Data de inscrição : 30/08/2009
Mensagem Pessoal : Bem-Humorado, mas as vezes isolado do mundo...


Ver perfil do usuário
MensagemAssunto: [RMXP]Lendas: do Mito a Realidade - Nova demo Dom Nov 01, 2009 11:41 am


Lendas: do Mito a Realidade



Criador: Arqueiro
Plataforma: RMXP

Esse jogo também é inspirado no fato de que varias pessoas as vezes abandonam sua propria cultura para seguirem culturas de outros lugares

Creditos
Meu irmão (Vinicius, um não maker) que me pediu para pesquisar o trabalho dele sobre folclore brasileiro
Sasuke003 que me deu a ideia, sobre a classe "Caça-Lendas".
Tunico que com seus tutoriais de mapeamento, o Lendas está com os mapas melhores
Varios Pixel Artistas e designers (Nedson, Hama, Dean, Vadsn, Rocky), com eles eu aprendi muito de charsets, facesets, windowskins, etc...
Todos os membros da Familia Maker

Downloads

Lendas: do Mito a Realidade - IntroduçãoLendas: do Mito a Realidade - Demo 1


Historia
O mundo se passa normalmente, até que as crianças pequenas começam a desaparecer, as autoridades não encontraram nenhuma pista sobre o desaparecimento, então um grupo de garotos de 14 anos decide procurar pelas crianças desaparecidas.

Heróis

Luís: Desde pequeno, mora num orfanato com sua irmã mais nova e seus amigos, mesmo sem pais, ele é sempre uma pessoa feliz, mas quieto, confiante e corajoso. Logo que sua irmã é raptada, ele decide ir salva-la, tornando-se um "caça-lendas";

Lucas: Melhor amigo de Luís, se conhecem desde que moram no orfanato, que seria praticamente a vida toda [desde os 7 anos], sendo sempre o cara alegre, bobo e contador de piadas sem graça, que as vezes tem alguma graça [ou lógica], sempre busca uma forma de retribuir seu amigo Luís por ele ter lhe salvado de cair do 2º andar do predio do orfanato quando tinham 8 anos.

Lúcia: Garota simpatica e meiga, mora no orfanato desde os 8 anos, sempre muito ligada aos amigos [Luís, Lucas e Ana], sempre os acompanhando em cada coisa que fazem. Sempre lendo, é a mais estudiosa do grupo.

Ana: Garota alegre e companheira, nunca deixa os amigos na mão, sempre prestativa, quer ajudar em tudo que lhe for possivel, procura sempre se informar sobre o que acontece a sua volta, e nunca deixa de se animar, mesmo nas situações mais dificeis.
Vilões

Boto
Esta figura folclórica é representada por um homem jovem, bonito e charmoso que seduz mulheres em bailes e festas. Após a conquista, conduz as jovens para a beira de um rio e as engravida. Antes da madrugada, ele mergulha nas águas do rio para transformar-se num lindo boto.

Mãe-d’água
Este personagem tem o corpo metade de mulher e metade de peixe. Com seu canto atraente, consegue encantar os homens e levá-los para o fundo das águas.

Corpo-seco
É uma espécie de assombração que fica assustando as pessoas nas estradas. Em vida, era um homem que foi muito malvado e só pensava em fazer coisas ruins, chegando a prejudicar e maltratar a própria mãe. Após sua morte, foi rejeitado pela terra e teve que viver como uma alma penada.

Mula-sem-cabeça
uma mulher que teve um romance com um padre. Como castigo, em todas as noites de quinta para sexta-feira é transformada num animal quadrúpede que galopa e salta sem parar, enquanto solta fogo pelas narinas.

Lobisomem
Este mito aparece em várias regiões do mundo. Diz o mito que um homem foi atacado por um lobo numa noite de lua cheia e não morreu, porém desenvolveu a capacidade de transforma-se em lobo nas noites de lua cheia. Nestas noites, o lobisomem ataca todos aqueles que encontra pela frente. Somente um tiro de bala de prata em seu coração seria capaz de matá-lo.


Papa figo
O Papa Figo, ao contrário dos outros mitos, não tem aparência extraordinária. Parece mais com uma pessoa comum. Outras vezes, pode parecer como um velho esquisito que carrega um grande saco às costas.
Na verdade, ele mesmo pouco aparece. Prefere mandar seus ajudantes em busca de suas vítimas. Os ajudantes por sua vez, usam de todos os artifícios para atrair as vítimas, todas as crianças claro, tais como; distribuir presentes, doces, dinheiro, brinquedos ou comida. Eles agem em qualquer lugar público ou em portas de escolas, parques, ou mesmo locais desertos.

A Matinta Perêra
É uma ave de vida misteriosa e cujo assobio nunca se sabe de onde vem. Dizem que ela é o Saci Pererê em uma de suas formas. Também assume a forma de uma velha vestida de preto, com o rosto parcialmente coberto. Prefere sair nas noites escuras, sem lua. Quando vê alguma pessoa sozinha, ela dá um assobio ou grito estridente, cujo som lembra a palavra: "Matinta Perêra...”.


Mulher da meia noite
É uma aparição na forma de uma bela mulher, normalmente vestida de vermelho, mas pode ser também de branco. Alguns dizem que é uma alma penada que não sabe que já morreu, outros afirmam que é o fantasma de uma jovem assassinada que desde então vaga sem rumo.

Romãozinho
o moleque que nunca cresce, anda pelas estradas, fazendo o que não presta; quebra telhas a pedradas, assombra gente, tira choco das galinhas. É pequeno, pretinho como o Saci, vive rindo, e é ruim.
Não morrerá nunca enquanto existir um humano na terra, e como levantou falso testemunho contra a própria mãe, nem no inferno poderá entrar.

Cabeça Satânica
descreve-se como a cabeça de uma pessoa, de cabelos compridos, olhos arregalados e amedrontadores, com um grande sorriso na face, a se deslocar rolando ou saltitando pelo chão. Dizem que basta que ela toque em alguém para que a pessoa adoeça e morra. É, portanto sinal de agouro, quando ela corre noite afora, e de repente de detém diante da casa de alguém.

Besta Fera
mistura do mito da Mula-Sem-Cabeça e Lobisomem. Não se sabe ao certo de onde sai essa criatura. Acredita-se que na verdade trata-se do próprio Demônio em pessoa, que sai das profundezas em noites de Lua cheia e corre pelas ruas dos povoados e pequenas cidades, só parando quando chega ao cemitério da cidade, quando simplesmente, desaparece.
Seria um ser fantástico metade homem metade cavalo. O barulho dos seus cascos correndo é motivo mais que suficiente para as pessoas se trancarem em suas casas nesses dias.

A Cabra Cabriola
era uma espécie de Cabra, meio bicho, meio monstro. Era um Bicho que deixava qualquer menino arrepiado só de ouvir falar. Soltava fogo e fumaça pelos olhos, nariz e boca. Atacava quem andasse pelas ruas desertas as sextas à noite. Mas, o pior era que a Cabriola entrava nas casas, pelo telhado ou porta, à procura de meninos malcriados e travessos.

Mãe-de-ouro
Representada por uma bola de fogo que indica os locais onde se encontra jazidas de ouro. Também aparece em alguns mitos como sendo uma mulher luminosa que voa pelos ares. Em alguns locais do Brasil, toma a forma de uma mulher bonita que habita cavernas e após atrair homens casados, os faz largar suas famílias.

A Cuca
é um ente velho, muito feio, desgrenhado, que aparece no meio da noite para levar consigo crianças inquietas, que não dormem ou falam muito. Para muitos a Coca ou Cuca é apenas uma ameaça de perigo sem forma. Amedronta pela deformidade. possui uma forma de Dragão.

Roteiro
Na época entre a idade média e a idade moderna, muitos conhecem as lendas folclóricas, mas poucos conhecem a fundo sua história, num mundo onde todos só reparam no que podem ver, esquecem de ver o que importa, somente crianças e alguns jovens ainda conseguem ver o que os adultos já esqueceram, lendas andam a solta pelo mundo a fora, algumas nem se importando com a existencia dos humanos, mas outra só querendo os prejudicar, e agora está piorando, as lendas malignas formaram uma aliança para que possam outra vez trazer o terror para o mundo como fizeram antigamente, na era do inicio do mundo, na qual foram capturadas por “Caçadores-de-lendas” que as aprisionaram em mundos alternativos, mas por uma poderosa força sobrenatural elas foram trazidas de volta ao mundo real (ou plano principal), e agora essas lendas estão raptando crianças pequenas, para poderem se tornarem mais poderosas e assim trazer o fim do mundo a qual conhecemos, prosseguindo assim, até que uma garotinha é raptada, mas o que a lenda que a raptou não contava, é que no orfanato onde viviam, ela dormia ao lado do quarto de seu irmão de 14 anos, e que ele estava passando para ir ao seu quarto, ele escuta um barulho estranho no quarto de sua irmã, e vai verificar o que é, e nesse ato, ele consegue ver o que levava as crianças, uma criatura negra com olhos azuis penetrantes, quando ele abre a porta a criatura o encara profundamente e ele fica sem conseguir fazer mais nada, senão olhar...
Paralisado pelo olhar maligno do “bicho-papão”, sem poder fazer nada, ele assistiu o desaparecimento da irmã. No dia seguinte, depois de passar a noite inteira pensando no que ouve, ele vai até onde seus amigos estavam e os conta o que aconteceu, com certa dificuldade, pois sequelas ficaram do olhar da criatura negra, eles são ouvidos pelo Sr. Monteiro, que os conta o que aconteceu realmente e diz a eles que eles devem procurar em cada lugar a qual passarem as lendas para que possam salvar as crianças e o mundo a qual se conhece, o grupo passa a procur vestígios de desaparecimentos misteriosos de crianças pequenas, passsando por lugares aos quais nunca tinham estado, tornan-se um grupo de jovens "Caçadores-de-lendas", um grupo de caçadores especializados em caçar seres sobrenaturais.
Personagens

Sr.Monteiro
Carlos Monteiro - 64 anos, vizinho do orfanato, sempre gostou das visitas que os 4 garotos lhe faziam, mas nunca os deixou ir ao sótão de sua casa, dizendo que lá eles só poderiam ir no dia em que fosse necessario, mas ele sempre esperou que esse dia nunca chegasse... mas quando chega, ele decide que é hora de passar a eles o conhecimento necessario para que possam passar pelas coisas as quais só o destino lhes reservou.

Cobra-Grande
É uma das mais conhecidas lendas do folclore amazônico. Conta a lenda que em numa tribo indígena da Amazônia, uma índia, grávida da Boiúna (Cobra-grande, Sucuri), deu à luz a duas crianças gêmeas que na verdade eram Cobras. Um menino, que recebeu o nome de Honorato ou Nonato, e uma menina, chamada de Maria. Para ficar livre dos filhos, a mãe jogou as duas crianças no rio. Lá no rio eles, como Cobras, se criaram. Honorato era Bom, mas sua irmã era muito perversa. Prejudicava os outros animais e também às pessoas.Eram tantas as maldades praticadas por ela que Honorato acabou por matá-la para pôr fim às suas perversidades. Honorato, em algumas noites de luar, perdia o seu encanto e adquiria a forma humana transformando-se em um belo rapaz, deixando as águas para levar uma vida normal na terra. Para que se quebrasse o encanto de Honorato era preciso que alguém tivesse muita coragem para derramar leite na boca da enorme cobra, e fazer um ferimento na cabeça até sair sangue. Ninguém tinha coragem de enfrentar o enorme monstro. Ajudara os heróis com a condição de que o desencantem para que possa viver uma vida normal.


Saci
O Saci-Pererê é uma lenda do folclore brasileiro e originou-se entre as tribos indígenas do sul do Brasil.O saci possui apenas uma perna, usa um gorro vermelho e sempre está com um cachimbo na boca.
Inicialmente, o saci era retratado como um curumim endiabrado, com duas pernas, cor morena, além de possuir um rabo típico.Com a influência da mitologia africana, o saci se transformou em um negrinho que perdeu a perna lutando capoeira, além disso, herdou o pito, uma espécie de cachimbo e ganhou da mitologia européia, um gorrinho vermelho.
A principal característica do saci é a travessura, muito brincalhão ele se diverte com os animais e com as pessoas, muito moleque ele acaba causando transtornos como: fazer o feijão queimar, esconder objetos, jogar os dedais das costureiras em buracos e etc.Segundo a lenda, o Saci está nos redemoinhos de vento e pode ser capturado jogando uma peneira sobre os redemoinhos. Após a captura, deve-se retirar o capuz da criatura para garantir sua obediência e prendê-lo em uma garrafa. Diz também a lenda, que os Sacis nascem em brotos de bambus, nestes eles vivem sete anos e após esse tempo, vivem mais setenta e sete para atentar a vida dos humanos e animais, depois morrem e viram um cogumelo venenoso ou uma orelha de pau. Ajudara os heróis com a condição de que devolvam seu gorrinho vermelho

Boitatá
Diz a lenda que o Boitatá era uma espécie de cobra e foi o único sobrevivente de um grande dilúvio que cobriu a terra. Para escapar ele entrou num buraco e lá ficou no escuro, assim, seus olhos cresceram. Desde então anda pelos campos em busca de restos de animais. Algumas vezes, assume a forma de uma cobra com os olhos flamejantes do tamanho de sua cabeça e persegue os viajantes noturnos. Às vezes ele é visto como um facho cintilante de fogo correndo de um lado para outro da mata. No Nordeste do Brasil é chamado de "Alma dos Compadres e das Comadres". Para os índios ele é "Mbaê-Tata", ou Coisa de Fogo, e mora no fundo dos rios. Dizem ainda que ele é o espírito de gente ruim ou almas penadas, e por onde passa, toca fogo no mato. Outros dizem que ele protege as matas contra incêndios. A ciência diz que existe um fenômeno chamado Fogo-fátuo, que são os gases inflamáveis que emanam dos pântanos, sepulturas e carcaças de grandes animais mortos, que vistos de longe parecem grandes tochas em movimento. Depois de uma batalha perceberá que os heróis não irão fazer mal a floresta e os deixara passar.


Imagens
Novos Mapas:

Menu
Spoiler:
 

Floresta
Spoiler:
 

Cena Sótão
Spoiler:
 

Sistema de Livro
Spoiler:
 

Vilarejo
Spoiler:
 

Falando com NPC
Spoiler:
 

Sistemas
[Como sabem {ou não}, na maioria das vezes, eu mesmo desenvolvo meus sistemas]
Novos sistemas:
Sistema de Roupas - Arqueiro
Sistema de sapatos rapidos - Arqueiro
Sitema de Livro - Arqueiro

Scripts
Batalha Lateral V.Atoa
Mini Mapa - ???
Shop v-Final - Firewords
New title Ex - LegendsX


Última edição por Arqueiro em Sab Nov 14, 2009 1:14 am, editado 1 vez(es) (Razão : Nova demo)
Voltar ao Topo Ir em baixo

[RMXP]Lendas: do Mito a Realidade - Nova demo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
The World of EverGrand :: Projetos e Jogos :: Projetos-